Cadastrar Grade Fiscal com impostos

menu ⇨ manutenção ⇨ fiscal ⇨ grade fiscal

Para cadastrar uma grade fiscal, clique em “Novo”.

  • “CFOP” (Código Fiscal de Operações e Prestações): digite o código que será utilizado;
  • “Estado”: informe qual será o estado do destinatário;
  • “Nome”: insira o nome da grade fiscal;
  • “Regime Tributário”: informe o regime no qual sua empresa se encaixa. (Simples ou Normal);
  • “Situação Tributária do ICMS”: informe qual será o tributo a ser usado por sua empresa.

Após selecionar a situação tributária, abrirão campos para serem preenchidos.
Selecione a modalidade de determinação da Base de Cálculo do ICMS;
Se no campo “%Redução” não tiver valor, preencha o campo com (zero);
Deve ser inserido o percentual da Alíquota de acordo com MVA (Margem de valor agregado) utilizado;
Insira o diferimento e, caso não tenha valor, preencha o campo com valor (zero);

*OBS: A modalidade de determinação da Base de cálculo do ICMS, redução, alíquota e o percentual de diferimento são campos que surgirão a partir da configuração da situação tributária do ICMS.

 

 

 

 

 

Inserindo o ICMS-ST.
Selecione a modalidade de determinação da Base de cálculo do ICMS-ST;
Se no campo “%Redução”, não houver valor, insira o valor 0(zero);
Deve ser inserido o percentual de Alíquota do ICMS-ST;
Insira o percentual da margem de valor adicionado do ICMS-ST (MVA);
Se houver alíquota carga média, então selecione a opção “Regime carga média”.
Se for necessário reduzir o valor do ICMS do valor da operação, marque o campo “Reduzir o valor do ICMS do valor da operação”.

Inserindo o PIS
Informe qual será o Código de Situação Tributária do PIS.

Informe o tipo de cálculo (Valor ou Percentual);
Se houver % de Retenção, deve ser marcado a opção “Gerar Retenção PIS”;
Insira a alíquota (em percentual), caso não tenha valor, preencha o campo com 0 (zero);
Se for necessário incluir o valor do PIS na base de cálculo, marque a opção “Incluir o valor do PIS na base de cálculo do ICMS”;
Se o valor do PIS for incluso no total da nota, marque a opção “Incluir o valor do PIS no total da nota”.

Abaixo está localizado o PIS-ST, que pode ser Valor ou Percentual.
Caso não precise informar, apenas deixe o campo vazio.

Inserindo o COFINS.
Informe o código de situação tributária do COFINS;
Informe o tipo de cálculo (Valor ou Percentual);
Se houver % de Retenção, marque a opção “Gerar Retenção COFINS”;
Insira a alíquota (em percentual), caso não tenha valor, preencha o campo com 0 (zero);
Abaixo está localizado o COFINS-ST, que pode ser Valor ou Percentual.
Caso não precise informar, apenas deixe o campo vazio.
Se o valor do COFINS for incluso na base de cálculo do ICMS, marque a opção “Incluir o valor do COFINS na base de cálculo do ICMS”;
Se o valor do COFINS for incluso no total da nota, marque a opção “Incluir o valor do COFINS no total da nota”.

Inserindo o IPI
Informe qual será o Código de Situação Tributária do IPI;
Preencha a classe e o código de enquadramento, o tipo de cálculo (Percentual ou Valor) e a alíquota.
Se o valor de IPI for incluído na base de cálculo do ICMS, marque a opção “Incluir o valor do IPI na base de cálculo do ICMS”.

Inserindo ICMS Interestadual
Caso a venda seja para uma pessoa física e for preciso informar o ICMS interestadual, clique na aba “ICMS Interestadual”.
Nesta aba todos os campos são de preenchimento obrigatório.
Informe o valor do Percentual do ICMS relativo ao Fundo de Combate à Pobreza(FCP) na UF de destino;
Preencha o campo de Alíquota interna da UF de destino;
Informe o valor da Alíquota interestadual das UF envolvidas;
E por último, selecione o Método para o cálculo (Base Simples ou Base Dupla);

Após preencher os campos necessários para sua grade fiscal, clique em “Salvar”.

Manual – Grade Fiscal com impostos – Versão 4.0 – 04/2018
Dúvidas ou Sugestões: suporte@softniels.com.br

Esse artigo foi útil?

Deixe um comentário